Saúde realiza 35 testes rápidos de HIV e Sífilis

Saúde03/12/2018, 09:33:00 Total de Visualizações: 1848

Testes foram realizados no Postão e totalmente sigiloso - Assessoria de Comunicação

No Dia Mundial de Luta Contra a AIDS, realizado no último sábado (1º), a Prefeitura de Brasilândia por meio da Secretaria Municipal de Saúde realizou teste rápido de HIV e Sífilis na Unidade Básica de Saúde (Postão). No total, foram 35 testes rápidos, sendo 35 negativos de HIV, 33 negativos de Sífilis e dois testes positivos de Sífilis.

Os testes foram realizados em salas fechadas para manter e privacidade da população interessada, bem como também foi servido um café da manhã para aqueles que participaram dos exames.

A equipe da Saúde também realizou a divulgação da Campanha na Praça Santa Maria no início da manhã, com intuito de divulgar a importância da prevenção bem como a realização periódica de exames e testes de HIV e Sífilis.

A campanha se estenderá para outras unidades ao longo deste mês e no próximo sábado (7), será o dia D nas unidades do ESF do Reassentamento Novo Porto João André.

A Campanha realizada neste ano pelo Ministério de Saúde leva a mensagem “Sou Positivo e estou Indetectável” da importância do tratamento aos portadores do vírus HIV. Além de toda medicação garantida gratuitamente pela Saúde o soro positivo ao realizar o tratamento pode ao longo do tempo se tornar indetectável, ou seja, não transmitir o vírus para outras pessoas, mas valendo que todo o cuidado para evitar o contágio é válido.

Todos os participantes da campanha possuem ótima adesão ao tratamento antirretroviral, vivem bem, trabalham, namoram, fazem planos e estão com o vírus indetectável no organismo. Estar indetectável é uma condição alcançada pelas pessoas que vivem com HIV através do uso correto dos medicamentos antirretrovirais que faz com que as pessoas vivendo com HIV/aids alcancem a chamada “carga viral indetectável”. Evidências científicas demonstram que além da melhora significativa na qualidade de vida, a condição de se estar indetectável impede a transmissão do HIV por via sexual.

Fonte: Divulgação/PMB