Assistência Social esclarece lentidão no sistema do cadastro do Bolsa Família

Assistência Social06/08/2018, 12:16:00 Total de Visualizações: 207

A Prefeitura de Brasilândia por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social informa a todos os beneficiários do Programa Bolsa Família que o sistema de Cadastro Único passa por instabilidade e por isso, causa lentidão ou até mesmo a falta de acesso. Além de Brasilândia, outros municípios do país enfrentam o mesmo problema ocasionado pelo sistema que é de responsabilidade do Governo Federal.

Por isso, a Secretaria Municipal de Assistência Social pede compreensão a todos os beneficiários, pois a lentidão e a queda do sistema afeta o andamento do serviço de cadastro e atualização, entretanto, a resolução deste problema está fora do alcance da própria equipe em, uma vez que o sistema é de nível federal.

A secretária da pasta, Emília Vichete, esclarece que o motivo do transtorno foi a mudança da plataforma feita pelo Governo Federal em junho, porém, a equipe técnica de vários municípios do país não conseguiam o acesso fazendo com que o antigo sistema. Em julho, a alteração foi realizada novamente o que gerou a lentidão e falta de acesso ao sistema.

A Secretaria Municipal de Assistência Social orienta a todos os beneficiários que caso enfrentem algum problema na hora do atendimento, entrem em contato pelo 0800-726-0104 e façam as devidas reclamações. “Quanto mais pessoas tiverem algum problema e ligarem, pode ser que mais rápido o Governo faça as devidas correções nas falhas do sistema”, disse.

BLOQUEIO

Outro fator esclarecido pela equipe é sobre o bloqueio do beneficío do Programa Bolsa Família. Emília esclarece que o corte não tem nada haver com os problemas no sistema, mas sim, irregularidades por parte do próprio beneficiário e que são identificadas pelo próprio sistema do Governo Federal.

Essas irregularidades podem ser: composição familiar (informar a quantidade errada de pessoas residentes no mesmo lar), renda (maior do que é permitido para receber o benefício) e descumprimento de condicionalidade (falta na escola ou na pesagem). “Esse bloqueio é feito diretamente pelo sistema do Governo. A nossa equipe não tem essa autonomia, somente, em caso de denúncias, mas não temos registros desse tipo de situação”, esclareceu.

RECADASTRAMENTO

O recadastro e atualização de dados continua até o dia 31 de agosto na sede da Secretaria Municipal de Assistência Social, localizada na rua Bartolomeu Viana Cavalcante, bairro Jardim Camargo, das 7h às 13h ou no Centro de Referência de Assistência Social, localizada na avenida São José, das 07h às 11h e das 13h às 16h30 (horário do Estado).

Devem ser apresentados os seguintes documentos: Certidão de Casamento, RG, CPF, Título de Eleitor do responsável familiar e cônjuge; Certidão de Nascimento dos filhos; Carteira de Trabalho e Comprovante de Residência atualizado.  Para comprovar renda deverá ser apresentado o holerite dos trabalhadores registrados ou declaração de renda para autônomos.

 

 

Fonte: Divulgação/PMB