Rede de apoio planeja ações para o dia de Combate à Violência e Exploração Sexual Infantil

Assistência Social20/04/2018, 13:19:00 Total de Visualizações: 167

Reunião foi na sede do Cras - Assessoria de Comunicação

Na manhã desta sexta-feira (20), na sede do Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) as equipes do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA), Secretaria Municipal de Assistência Social, Secretaria Municipal de Educação e Conselho Tutelar, se reuniram para definir a programação do Dia Nacional de Enfrentamento ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, lembrado no dia 18 de maio.

Segundo a psicóloga e membro do CMDCA, Maíra Dorighello Cadamuro Guimarães, a reunião teve como o objetivo de planejar as principais ações do Dia Nacional de Enfrentamento ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes.

“Uma das atividades prevista será a confecção de flores de papel para colocarmos em áreas abertas como praças públicas por exemplo”, adiantou.

Além disso, a iniciativa visa alertar a população sobre a necessidade de denunciar, combater, punir e não se omitir em casos de violência, caso testemunhe alguma violência sofrida pela criança ou adolescente

A data 18 de maio é lembrada em virtude do caso da menina Araceli Crespo, que foi espancada, estuprada e morta. Ela tinha apenas nove anos de idade quando foi levar um envelope para um grupo de rapazes, a pedido da mãe e ao chegar no local marcado, foi violentamente assassinada.

O crime ocorreu no dia 18 de maio de 1973 e o caso ficou célebre três anos depois, com a publicação do livro "Araceli, meu amor", do jornalista José Louzeiro.

 

 

 

Fonte: Divulgação/PMB