Saúde orienta como se prevenir ao ataque de escorpiões

Saúde12/03/2018, 13:42:00 Total de Visualizações: 2188

Escorpiões são propícios para aparecer em época de chuva com calor - Assessoria de Comunicação

A Secretaria Municipal de Saúde por meio do Setor de Controle de Endemias orienta a população brasilandense como se prevenir ao ataque de escorpiões. Somente neste ano, a equipe já registrou 29 ataques do animal peçonhento. As espécies mais comuns encontradas nas residências são Tityus Bahiensis (escorpião-preto) e Tityus Confluens (escorpião-amarelo).

Segundo o coordenador do Controle de Endemias, Rogério Cortri, dependendo da espécie, o escorpião pode ser um animal venenoso tendo um ferrão na ponta da cauda. Geralmente eles picam quando se sentem ameaçados. “Costumam-se a abrigar em terrenos baldios com mato e lixo doméstico, embaixo de pedras, pilhas de tijolos, telhas e montes de lenha”, explicou.

Já dentro das casas, o refúgio dos escorpiões são os lugares escuros, úmidos, buracos e frestas de paredes, muros, rodapés soltos, assoalho e forros de madeiras.

PRINCIPAIS CUIDADOS

A Secretaria Municipal de Saúde recomenda para a população os seguintes cuidados:

Limpe o quintal ou jardim com freqüência; não acumule lixo para não atrair baratas e outros insetos, pois são os alimentos preferidos dos escorpiões; preserve sapos, corujas, siriemas, pássaros noturno, macacos, quati e lagartos, pois esses animais se alimentam dos escorpiões e tornam-se aliados neste combate.

Antes de usar roupas ou calçados, verifique se não há nenhum vestígio do aracnídeo, além disso, sacuda as toalhas e roupas de cama. Caso esteja trabalhando em alguma construção, utilize luvas de couro e evite queimadas em terrenos baldios, pois é uma forma de desalojar os escorpiões.

Reboque as paredes para que não apresentem vãos ou frestas, mantenha fossas sépticas bem vedadas, mantenha berços e camas afastadas no mínimo 10 centímetros das paredes, evite mosquiteiros e roupas de cama esbarrem no chão, tome cuidado especial ao encostar em locais escuros e úmidos e com presença de baratas e evite andar descalço.

Em caso de picada, deve-se primeiramente, limpar o local com água e sabão e procurar imediatamente a unidade de saúde mais próxima de sua residência.

Não amarre e nem faça torniquete no local onde foi picado; não aplicar nenhum tipo de substância sobre o local da picada e muito menos fazer curativos que fechem a área, pois pode favorecer infecções. Não cortar, perfurar ou queimar o local da picada e também não dar bebidas alcoólicas ao acidentado, ou outros líquidos como álcool, gasolina, querosene, pois não têm efeito contra o veneno e pode agravar o quadro.

Vale lembrar que o inseticida contra o escorpião não tem eficácia, pois o animal torna-se resistente.

Fonte: Divulgação/PMB