PREFEITURA DIVULGA NÚMEROS DA SAÚDE DO MUNICÍPIO PARA A POPULAÇÃO BRASILANDENSE

Saúde21/02/2018, 11:46:00 Total de Visualizações: 2970

Apresentação foi na Câmara Municipal - Assessoria de Comunicação

Na manhã desta terça-feira (20), na Câmara de Vereadores, servidores e a população geral receberam informações dos últimos quatro meses de serviço prestado pela Secretaria Municipal de Saúde do município de Brasilândia. A Audiência Pública do terceiro quadrimestre de 2017 foi apresentada pela secretária da pasta, Adeliza Abrami, na qual cumpre a base legal em atendimento a lei federal que presta contas à população.

Nos últimos quatro Meses, o Município aplicou 17,87% em ações e serviços públicos de saúde sobre a receita e impostos líquida e transferências constitucionais. O limite mínimo, segundo consta a lei constitucional é de 15%.

Segundo a secretária, somente nos meses de setembro a dezembro de 2017, foram registradas 15.035 atendimentos nas quatros unidades de Atenção Básica da Saúde (ESF 1/ 2.876, ESF 2/ 5.332 , ESF Rural/Especialidades/ 4.214  e Distrito Debrasa/ 2.613).

Os agentes comunitários de saúde das quatro unidades realizaram 7.132 visitas domiciliares nos últimos quatro meses. Já na saúde bucal, foram realizados 1.583 procedimentos preventivos e curativos e 85 de exodontia.

Foi apresentado os números do Programa Nacional de Alimentação e Nutrição (PNAN), pertencente às ações do Programa Bolsa Família, sendo que das 610 famílias cadastradas, 451 foram localizadas e 159 faltosas. Há também o monitoramento dos Programas do Sistema de Vigilância Nutricional (SISVAN) e Vitamina A.

Na Política Nacional de Atenção Integral a Saúde das Pessoas Privadas de Liberdade, a equipe realizou atendimento médico na unidade prisional, como coleta de materiais para realização de exames laboratoriais, entrega de medicamentos semanais, encaminhamento para área hospitalar, atividade física durante o banho de sol e psicoterapia individual ou em grupo.

O Núcleo de Apoio à Saúde da Família (NASF) realizou diversas ações tais como: atendimento individual ou nos consultórios da ESF, com fisioterapia, fonoaudióloga, psicóloga e assistente social; visita domiciliar; planejamento familiar; reuniões de equipe no ESF 1 e 2 com o grupo de hipertensos, diabéticos e do Programa Tabagismo.Outras atividades também foram desenvolvidas como o Outubro Rosa e o Novembro Azul.

Na fonoaudiologia, foram realizados 736 atendimentos individuais, 95 atendimentos de teste da lingüinha e nenhum atendimento de teste da orelhinha. Na psicologia foram 30 atendimentos domiciliares e 171 atendimentos individuais.

A área de serviço social da Saúde foram realizadas 114 orientações sociais, 27 visitas domiciliares, quatro palestras, 26 atendimentos de Programa de Planejamento Familiar, 10 articulações para Internação Psiquiátrica, duas internações efetivadas, três atendimentos hospitalares e sete atendimentos hospitalares IST.

Na Clínica de Fisioterapia, foram realizados 1.070 atendimentos e no Programa de Academia da Saúde, foram registrados 280 atendimentos. Na Farmácia Central, em setembro foram atendidos 1.844 pessoas, em outubro 1.598 pessoas, em novembro 1.734 pessoas e em dezembro 1.668 pessoas. O número de medicamentos dispensados foram 124 pactuados, 216 não pactuados e 48 de alto custo casa da saúde.

Na Vigilância Sanitária, foram realizadas 11 inspeções sanitárias, 17 alvarás fornecidos, quatro denúncias recebida e quatro atendidas. No Controle de Endemias, nenhuma residência foi borrifada contra a Leishmaniose e houve 9.609 inspeções de imóveis no combate ao mosquito da Dengue.

Na Vigilância Ambiental, foram realizadas 40 coletas de águas para análise; 40 envios de amostras para o Laboratório Central (LACEN), três amostras com resultados de “não potável” e 21 atividades educativas de orientação.

No Controle de Zoonoses, foram aplicados 105 testes rápidos para identificação da Leishmaniose, foram recolhidas 52 amostras de soro animal e enviado ao LACEN, 52 cães foram diagnosticados com positivo e 53 negativos. Foram recolhidos 56 animais para eutanásia e foram registradas 16 atividades educativas. A Campanha de Vacinação Contra a Raiva realizada ao longo do mês de setembro resultou na vacinação de 1.950 animais.

Na Central de Regulação, foram realizadas 722 consultas especializadas, 224 exames especializados e 233 viagens de referência (Três Lagoas e Paranaíba).
“A nossa administração tem o compromisso de mostrar para a população todo o trabalho realizado pela a equipe da Saúde e, se for necessário, estaremos disponibilizando informações adicionais aos representantes legais da Gestão da Saúde e ao Poder Legislativo”, ressaltou o prefeito Dr. Antonio Thiago.

Fonte: Divulgação/PMB