SONHO DA CASA PRÓPRIA É REALIDADE PARA 31 FAMÍLIAS DE BRASILÂNDIA

Assistência Social15/12/2017, 11:49:00 Total de Visualizações: 4876

Sorteio foi no Anfiteatro Ramez Tebet - Assessoria de Comunicação

Na tarde da última quarta-feira (13), no Anfiteatro Ramez Tebet, a equipe da Agência de Habitação de Mato Grosso do Sul (AGEHAB) realizou o sorteio do Programa Lote Urbanizado. A reunião foi acompanhada pela secretária municipal de Assistência Social, Emília Vichette, a Técnica Social da AGEHAB, Telma Regina Nogueira e gerente de Fiscalização de Obras e Social da AGEHAB, Fernando Delgado.

No município, 31 famílias foram selecionadas e nesta etapa, foram sorteadas os lotes que já estão com a base construídas pelo Governo.

Segundo a técnica da Agehab, esta etapa é exclusivamente para o sorteio e, agora, os beneficiários só poderão iniciar as obras após a assinatura de um contrato com o governo que será realizado em breve.

Além disso, os beneficiários receberam informações sobre o projeto e também detalhes de como poderá ser construída a unidade habitacional.

PROGRAMA

O Programa Lote Urbanizado visa atender famílias com renda de até 5 salários mínimos e que não tenham sido beneficiadas em outros programas habitacionais. Para a construção da moradia o município doa o terreno e a assistência técnica, já o Governo do Estado constrói a base da casa até a primeira fiada de tijolos e o cidadão dá continuidade na construção de sua moradia.

SELEÇÃO

A AGEHAB através do Sistema de Inscrição Compartilhada realizou em maio deste ano, de modo eletrônico, a seleção das famílias conforme critérios exigidos pelo Programa Habitacional, e, disponibilizou no site da Agência a relação dos nomes pré-selecionados, que passaram em primeiro momento por análise ao sistema do Cadastro Nacional de Mutuários – CadMut, sendo possível também que a população local pôde conferir os nomes e contestar no prazo de cinco dias, se for o caso.

Após passar pelo processo de seleção, os beneficiários foram chamados pela equipe Social da Prefeitura para comprovar em documentos que possuem condições financeiras para adquirirem os tijolos e os cimentos até o respaldo. O prazo para a conclusão da moradia é de 24 meses, ou seja, dois anos e somente com a conclusão da construção da moradia, que a mesma poderá ser habitada. 

 

Fonte: Divulgação/PMB