SECRETARIA DE SAÚDE DIVULGA NÚMERO DE ATENDIMENTO AOS BRASILANDENSES

Saúde16/11/2017, 08:15:00 Total de Visualizações: 171

Na manhã da última segunda-feira (06), foi realizada a Audiência Pública referente a  prestação de contas do segundo quadrimestre da Secretaria Municipal de Saúde. A ação, que ocorreu no Anfiteatro Ramez Tebet, faz parte da prestação de contas junto à sociedade que a Prefeitura de Brasilândia tem proposto desde que assumiu o comando da administração.

Nos últimos quatro meses, o Município aplicou 18,26% em ações e serviços públicos de saúde sobre a receita e impostos líquida e transferências constitucionais. O limite mínimo, segundo consta a lei constitucional é de 15%.

Foram apresentados os números de atendimentos prestados pela Atenção Básica, sendo no ESF 1 (3.013), no ESF2 (3.210),ESF Rural (5.847) e Debrasa (2.361). Quanto aos atendimentos dos Agentes Comunitários de Saúde, foram realizados no total  2.472 cadastros individuais, 890 cadastros domiciliares e 1.787 visitas domiciliares. Já na Saúde Bucal, os números reunidos totalizaram em 2.241 procedimentos e 81 de Exodontia.

O Núcleo de Apoio à Saúde da Família (NASF) realizou diversas ações tais como: atendimento individual ou nos consultórios da ESF, com fisioterapia, fonoaudióloga, psicóloga e assistente social; visita domiciliar; planejamento familiar; reuniões de equipe no ESF 1 e 2; entrega de medicação (adesivos de nicotina); atendimentos individuais com usuários participantes dos programas e Programa Tabagismo.

Referente à Política de Alimentação e Nutrição (PNAN), foram cadastradas 679 famílias, sendo 519 foram localizadas e 160 faltosas. Há também o monitoramento dos Programas do Sistema de Vigilância Nutricional (SISVAN) e Vitamina A.

Na Clínica de Fisioterapia, foram realizados 453 atendimentos e no Programa de Academia da Saúde, foram registrados 755 atendimentos.

Na Política Nacional de Atenção Integral a Saúde das Pessoas Privadas de Liberdade, foram ofertados atendimentos na unidade prisional, entrega semanal de medicamentos, atividades durante o banho de sol e psicoterapia individual ou em grupo.

Na fonoaudiologia, foram realizados 736 atendimentos individuais, 80 atendimentos de teste da lingüinha e 128 atendimentos de teste da orelhinha. Na psicologia foram 30 atendimentos domiciliares e 704 atendimentos individuais.

Já no serviço social, foram realizados 298 orientações sociais, 45 visitas domiciliares, quatro palestras, quatro atendimentos de Programa de Planejamento Familiar, 16 articulações para Internação Psiquiátrica, seis internações efetivadas, três atendimentos hospitalares e cinco atendimentos hospitalares IST.

Na Vigilância Sanitária, foram realizadas 193 inspeções sanitárias, 90 alvarás fornecidos, uma denúncia recebida e uma atendida. No Controle de Endemias, nenhuma residência foi borrifada contra a Leishmaniose, 10.654 inspeções de imóveis no combate ao mosquito da Dengue.

Na Vigilância Ambiental, foram realizadas 39 coletas de águas para análise; 39 envios de amostras para o Laboratório Central (LACEN), três amostras com resultados de “não potável” e 25 atividades educativas de orientação.

No Controle de Zoonoses, foram aplicados 87 testes rápidos para identificação da Leishmaniose, foram recolhidas 37 amostras de soro animal e enviado ao LACEN, 41  cães foram diagnosticados com positivo e 46 negativos. Foram recolhidos 42 animais para eutanásia e foram registradas uma atividade educativa.

Na Farmácia Central, em maio foram atendidos 2.302 pessoas, em junho 1.609 pessoas, em julho 1.850 pessoas e em agosto 2.106 pessoas. O número de medicamentos dispensados foram 124 pactuados, 216 não pactuados e 48 de alto custo casa da saúde.

Na Central de Regulação, foram realizadas 867 consultas especializadas, 254 exames especializados e 320 viagens de referência (Três Lagoas e Campo Grande).

Sobre as fontes de recursos e aplicação, o saldo no dia 01 de maio de 2017 do Fundo Municipal de Saúde foi R$ 250.673,61 e o saldo de 31 de agosto de 2017 era de 269.934,05. Esta conta é referente à contrapartida municipal para atender diversas despesas, tais como pagamento de pessoas, telefone e etc. O saldo da conta da Atenção Básica foi de R$ 125.514,39 e o saldo em 31 de agosto era de R$ 153.320,11 e é referente aos procedimentos de consultas de odontologia, consultas e procedimentos de enfermagem, material de consumo, expediente e manutenção.

A conta referente a medicamentos pactuados da Farmácia Básica – recurso federal – contava com o saldo em 01 de maio de 2017 era de R$ 37.124,81 e o saldo de agosto era de R$ 25.622,52. Já a conta que atende as necessidades da Vigilância em saúde, o saldo no final era R$ 152.141,88 e no dia 31 de agosto de 2017 era de R$ 104.692,41

A conta que atende a compra de insumos para média e alta complexidade estava com o saldo no dia 01 de maio de 2017, com R$ 54.565,29 e no dia 31 de agosto de 2017 com R$ 57.139,61. A conta referente às ações sociais da Saúde estava com o saldo no dia 01/05/2017 era R$ 278.070,57 e encontrou-se no dia 31/08/2017 o valor de R$ 83.526,07.

E por fim, o saldo da construção do UBS no bairro Vale Verde II constava o valor de R$ 14.042,06. e no dia 31 de agosto de 2017 está com 14.317,21. O recurso total federal de R$ 408.000,00 e contrapartida municipal de R$ 84.503,56. Adeliza explicou que o local ainda não encontra em funcionamento pois está passando por um processo de regularização.

“Essa prestação de contas é um compromisso de nossa gestão. Vamos continuar mostrando à população todas as ações em prol do desenvolvimento de Brasilândia”, salientou  o prefeito Dr. Antonio Thiago.

Fonte: Divulgação/Internet