Brasilandenses sugerem propostas de melhorias na transparência e participação social

Administração02/10/2017, 09:15:00 Total de Visualizações: 137

Oficina foi realizada na Semec - Assessoria de Comunicação

 

No final da tarde da última quinta-feira (29), na sala de reuniões da Secretaria Municipal de Educação (SEMEC) foi realizada mais uma Oficina de Capacitação de Transparência e Participação Social. A iniciativa faz parte do Programa de Apoio à Gestão Pública pela frente de Atuação e Transparência e Participação Social, realizado com o auxílio do Instituto Votorantim, Fibria e Consultoria Sociedade Global, com o total apoio da Prefeitura de Brasilândia.

O principal intuito da reunião é melhorar o canal de comunicação entre o Poder Público e a população. Uma dessas iniciativas foi a criação de um Conselho Municipal da Cidade, que terá o objetivo de acompanhar o Plano Diretor, aprovado em dezembro de 2016, pela lei nº 2658/16.

A ação contou com a presença de representantes na área da educação, assistência social, legislativo, rural, juventude, esporte e comércio.

O objetivo foi apontar os temas e diretrizes de transparência e participação social. O articulador e consultor da empresa Sociedade Global, Diego Baptista, contextualizou o Programa de Apoio à Gestão Pública desde o início deste ano e uma das principais conquistas até o momento foi a implantação do Conselho da Cidade e além disso, integração das políticas setoriais.

Os participantes deram sugestões de como melhorar o canal de comunicação entre a Prefeitura e a população brasilandense, além de aumentar a participação nas ações de consulta pública, como conferências e audiências.

No final do encontro, os representantes se comprometeram de agendar pequenas oficinas em cada segmento que atuam entre os dias 16 a 20 de outubro. A proposta é ouvir o máximo de pessoas para melhorar as estratégias de comunicação do Poder Público com a população.

A agenda das próximas mini oficinas será: 17 de outubro, com o Grêmio Estudantil da Escola Estadual Adilson Alves da Silva e os moradores do Reassentamento Pedra Bonita; 18 de outubro, às 15h (MS), com os produtores de leite e com os membros da Associação Recreativa União.

Fonte: Divulgação/PMB