Representantes de Brasilândia são eleitos delegados à Conferência Estadual de Vigilância em Saúde

Saúde24/07/2017, 11:07:00 Total de Visualizações: 192

Representantes do município de Brasilândia - Assessoria de Comunicação

Com o intuito de discutir e propor diretrizes para a formulação da Política Nacional de Vigilância em Saúde, representantes de Brasilândia se reuniram, na última sexta-feira (21), no plenário da Câmara de Vereadores de Três Lagoas, para representar a cidade na fase estadual da Conferência que acontecerá em setembro em Campo Grande.

Durante essa 1ª Conferência de Vigilância em Saúde de Mato Grosso do Sul, 10 municípios da macrorregião da Costa Leste participaram: Água Clara, Aparecida do Taboado, Brasilândia, Bataguassu, Cassilândia, Inocência, Paranaíba, Santa Rita do Pardo, Selvíria e Três Lagoas.

O encontro teve como tema principal para discussão, elaboração e apresentação de propostas para a “Política Nacional de Vigilância em Saúde e o Fortalecimento do SUS como direito de Proteção e Promoção da Saúde e Prevenção de Agravos”.

Entre os 24 delegados eleitos para representar a Macrorregião de Três Lagoas, foram eleitos por Brasilândia: Maria Inês da Silva (segmento usuário); Maria Martha Cruz (segmento usuário); Luzia Galdino Souza (segmento gestor/prestador), Carlos Alberto dos Santos Dutra (segmento trabalhador), e Carmem Esmelinda Irigojen Olmedo Galiani (participante). Os representantes são usuários, gestores e servidores da Saúde, nas áreas de Vigilância Ambiental, Vigilância Sanitária, Vigilância Epidemiológica e Vigilância em Saúde do Trabalhador.

O encontro teve palestras ministradas por profissionais de Saúde do estado e teve como objetivo, ainda, reafirmar, impulsionar e efetivar os princípios e diretrizes do Sistema Único de Saúde (SUS) no âmbito da formulação da Política Nacional de Vigilância em Saúde, centrada no direito à Proteção da Saúde, e alicerçada em um SUS público e de qualidade, entre outros pilares.

Para o prefeito de Brasilândia, Dr. Antonio, a Conferência é um importante momento de discutir melhorias desejadas pelos usuários dos serviços prestados pelo poder público. “A Saúde é uma área que todo gestor tem uma atenção especial, por isso, no que for o debate para as melhorias, estaremos sempre reunidos”, afirmou.

Fonte: Divulgação/PMB