Produtores rurais de Brasilândia aprimoram conhecimento com o campo

Desen. Econômico14/07/2017, 09:27:00 Total de Visualizações: 305

As palestras focaram na coleta itinerante e sobre o cuidado com a utilização de agrotóxicos - Assessoria de Comunicação

 

Produtores dos reassentamentos rurais de Brasilândia participaram no último dia 06 de julho da palestra sobre a “coleta itinerante de embalagens vazias de agrotóxicos”. A ação foi realizada pela  Agência de Desenvolvimento Agrário e Extensão Rural (AGRAER), com o apoio da Prefeitura de Brasilândia por meio da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico.

O coordenador de Operações do Instituto Nacional de Processamento de Embalagens Vazias (INPEV), Hamilton Rondon Flandoli, foi o primeiro a realizar a palestra, em que explanou aos pequenos produtores rurais sobre a sistemática de entrega de embalagens vazias de agrotóxicos, todos os atores envolvidos (fabricantes, revendas e produtores) e suas obrigações para que esse material seja retirado do meio ambiente e receba a destinação correta (incineração ou reciclagem).

As palestras focaram na coleta itinerante e sobre o cuidado com a utilização de agrotóxicos pelos produtores desde a aquisição, a aplicação. Também destacou da importância de guardar a nota fiscal e o receituário agronômico que acompanham o produto na venda.

A reunião também contou com a presença do representante das revendas de embalagens, a Camda de Três Lagoas.

“Foi uma primeira conversa bem produtiva, pois levou informação aos produtores e ficou acordada uma segunda conversa para agendamento de uma data para a realização da Coleta Itinerante de Embalagens Vazias de Agrotóxicos”, disse a Engenheira Agrônoma  e Coordenadora Municipal da Agraer de Brasilândia, Francielle Louise Bueno Melo de Carvalho Malinowski.

Para o prefeito Dr. Antonio, ações como essa servem para reforçar a importância da preservação ambiental por meio da conscientização. “Acreditamos que é importante a nossa administração oferecer suporte para que atividades como essas possam oferecer assistência e também sanar dúvidas e, assim, o produtor trabalhar de maneira correta e segura”, salientou o prefeito de Brasilândia, Dr. Antonio.

Fonte: Divulgação/PMB