Coleta Seletiva

A coleta seletiva em Brasilândia é realizada pela Associação Brasilandense de Agentes Ambientais (Assobra). O objetivo da entidade é de diminuir o descarte de material reaproveitável e contribuir com o meio ambiente.

Por isso, a Assobra pede a colaboração da população brasilandense para que deposite o material reciclável nos dias e horários da coleta.

Essa colaboração é importante, pois, além de contribuir com a preservação do meio ambiente, ajuda as famílias dos agentes que trabalham na Assobra.

A coleta está sendo realizada três vezes por semana e, quinzenalmente, no Reassentamento Novo Porto João André.

Às segundas-feiras, das 7 às 11 horas (MS), a coleta acontece no Jardim Imperial, Jardim Primavera, Vale Verde, Jardim Camargo, Jardim Mão Amiga, Jardim Brasília, Avenida da Aviação, Avenida São José e mercados.

Às terças-feiras, das 7 às 11 horas (MS), a coleta passa no Jardim Oiti, Thomaz de Almeida (Cohab), Centro, Avenida São José, mercados e lojas.

Às quartas-feiras, das 7 às 11 horas (MS), os agentes passam no João de Abreu, João Paulo da Silva, José Rodrigues e José Inácio Batista.

A cada 15 dias, às quartas-feiras, das 13 às 15 horas (MS), no Novo Porto João André.

PODE OU NÃO PODE?

PAPEL:

PODE: revistas, jornais, caixas de papelão, cadernos, listas telefônicas e papelaria de escritórios, embalagens longa vida, entre outros semelhantes. NÃO PODE: guardanapos, papel higiênico, etiquetas adesivas, papéis metalizados e plastificados, papel toalha e similares.

PLÁSTICO:

PODE: tampas, sacos, sacolas, baldes, garrafas PET, frascos. NÃO PODE: tomadas, embalagens metalizadas, adesivos, CD’s.

VIDRO:

PODE: garrafas, cacos, vidros de conservas, vidros de janelas. NÃO PODE: espelhos, pirex, porcelana ou cerâmica, lâmpadas.

METAL:

PODE: latas, arames, grampos, tampas de garrafas.